http://www.reginaldomarinho.com.br/wp-content/plugins/simpleCAPTCHA/gdimg.php Reginaldo Marinho » Evandro/Crea

Reginaldo Marinho

/\/\/\/\/\”As estruturas são a materialização das forças que atuam em um projeto.” Pier Luigi Nervi /\/\/\/\/\

---

Evandro/Crea

O NORTE
João Pessoa, sábado, 02 de novembro de 2002
Evandro Da Nóbrega
Mostra Brasileira de Invenções no VIII Encontro de Engenharia
Finalmente teremos a esperada mostra de invenções de há muito idealizada pelo inventor paraibano Reginaldo Marinho, que ganhou medalhas de ouro na Europa mas que é praticamente ignorado no Brasil, tal é o desprezo que a esmagadora maioria dos tupiniquins devota às pessoas de conhecimento, tecnologia arte e engenho. O pessoal da Pauta Comunicação, à frente Leandro Ramalho [pautacom@uol.com.br], informa por e-mail que João Pessoa sediará neste mês de novembro a I Mostra Brasileira de Invenções, evento que será uma das atrações do 8º. Encontro de Engenharia e Arquitetura.
Leandro Ramalho adianta que, entre os dias 14 e 17 de novembro, acontece em João Pessoa justamente essa I Mostra Brasileira de Invenções, e que a iniciativa integra as atividades do dito VIII Engearq (Encontro de Engenharia e Arquitetura), a realizar-se no Espaço Cultural “José Lins do Rego”.
        
De acordo com os coordenadores, “a Mostra tem o objetivo de criar um movimento de incentivo às políticas de fomento à tecnologia na Paraíba e na região Nordeste”. Informações detalhadas sobre a I Mostra Brasileira de Invenções acham-se no “site” www.8engearq.com.br.
Virão Cerca de 150 participantes
Explicam igualmente que “a idéia da I Mostra Brasileira de Invenções nasceu a partir de contatos dos diretores do Centro de Tecnologia da UFPB com o inventor paraibano Reginaldo Marinho, um dos únicos brasileiros a ter seus inventos condecorados com a medalha de ouro em concursos na Europa”.
Além do mais, “Universidades de todos os Estados do País, empresas de tecnologia e instituições estrangeiras foram convidadas pela coordenação do Centro de Tecnologia a participarem da Mostra”. E, felizmente, até o momento, “já confirmaram presença inventores de Pernambuco, Rio Grande do Norte, Ceará, Piauí e Paraíba. Profissionais da PUC do Rio de Janeiro, da Associação Argentina de Inventores e de instituições norte-americanas também sinalizaram positivamente à idéia, mas não confirmaram ainda a vinda a João Pessoa”.
Patentes & Pirataria Industrial
— Durante a I Mostra Brasileira de Invenções — acrescenta o e-mail de Leandro Ramalho —, haverá palestras sobre proteção de patentes e pirataria industrial. Uma delas será ministrada pelo técnico da ABIN (Agência Brasileira de Informação), Fábio Rocha Lustosa, sob o tema “Proteção ao Conhecimento: Ferramenta para o Desenvolvimento”.
O valor das inscrições para o 8º Engearq é de R$ 100,00 (estudante) e R$ 200,00 (profissional), mas, quem se inscreveu com antecedência, pôde fazê-lo com abatimento. Mais de 1.500 participantes de todo país são esperados pela organização do evento. “Em sua oitava edição, o Engearq é um dos principais eventos nas áreas de Engenharia Civil e Arquitetura, reunindo profissionais com trabalhos reconhecidos em todo Mundo”.
Paralelamente, acontecem a) a 6ª Feira da Construção Civil e da Arquitetura, b) a premiação anual do Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB-PB) e c) a I Mostra Brasileira de Invenções.
A Persistência de Reginaldo
O Encontro de Engenharia e Arquitetura é uma realização do Centro de Tecnologia da Universidade Federal da Paraíba e conta com a parceria do Conselho Federal de Engenharia Arquitetura e Agronomia (CONFEA), Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (CREA-PB), do Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB-PB) e do Sindicato da Indústria da Construção Civil de João Pessoa (Sinduscon-JP), além do patrocínio da Cerâmica Cordeiro, Caixa Econômica Federal, Governo do Estado e Prefeitura Municipal de João Pessoa.
Nisto tudo, a parte que cabe ao inventor Reginaldo Marinho — que já foi fotógrafo em João Pessoa, depois professor universitário em Brasília e, finalmente, inventor premiado na Europa — deve-se unicamente à sua persistência e à sensibilidade dos organizadores do encontro/mostra, que decidiram lhe dar finalmente uma chance de apresentar as provas de sua criatividade tecnológica.

No comments yet. Be the first.

Leave a reply